Intel lança 10ª Geração dos processadores para PC, chamada de Comet Lake

Compartilhe nas redes sociais:

A Intel lançou a 10ª Geração dos processadores para PC, denominada ‘Comet Lake’ pela empresa. Ela é baseada na ‘Skylake’ de 14nm, mas com algumas melhorias.

São ao todo 32 modelos na linha, começando pelo Celeron e indo até o topo i9 10900K. Claro, a maioria é uma variação um do outro e vamos comentar sobre os principais.

Lembramos que na linha de processadores para PC da Intel, as variações são: Padrão (Standard), ‘K’, ‘KF’ e ‘T’. ‘K’ significa desbloqueado, ‘F’ significa que não há GPU integrada, ‘KF’ é desbloqueado sem iGPU e ‘T’ são para variantes de baixa potência com um TDP de 35W.

intel i9 10900k
Intel i9 10900K

O processador topo de linha da 10ª Geração ‘Comet Lake’, é o i9 10900K, com 10 núcleos e 20 ‘threads’, com clock base de 3.7GHz e 5.2GHz com ‘Turbo boost’. Ele possui TDP de 125W e suporte a DDR4-2933. Ele é o “processador para jogos mais rápido do mundo”, de acordo com a empresa.

A empresa liberou o ‘Turbo Boost 3.0’, que é o que o processador pode atingir sob estresse, e o ‘Thermal Velocity Boost’, que é o máximo se a temperatura ficar abaixo de 70°C.

No caso do i9 10900K, ele pode atingir 5.3GHz/4.9GHz sob Thermal Velocity Boost, para tarefas em single/multi-core. Além disso, ele atinge 4.8GHz para tarefas com todos os 10 núcleos (cores) utilizados ao mesmo tempo.

intel 10ª geração comet lake

Partindo para o core i7, o mais interessante parece ser o i7 10700KF, que é praticamente o mesmo 9900K, com 8 núcleos e 16 ‘threads’, atingindo até 5.0GHz. Se não estiver procurando um desbloqueado, o i7 10700F é o indicado.

Na linha i5, o i5 10600KF parece ser o mais interessante, com 6 núcleos e 12 ‘threads’, com clock base 4.1GHz e até 4.8GHz com boost. No entanto, não há Turbo Boost 3.0 ou Thermal Velocity Boost, reservados para a linha i7 e i9. A opção 10400F parece ser bem interessante pelo preço previsto de US$ 150.

A 10ª Geração ‘Comet Lake’ só será compatível com o soquete LGA-1200, portanto, nenhuma placa-mãe antiga funcionará. O novo soquete possui pinos extras, que não são usados no momento, mas provavelmente habilitarão recursos adicionais em futuros processadores, como o possível suporte ao PCIe 4.0.

Você também precisará de uma placa-mãe com um novo chipset, executando os chipsets Z490 (para overclockers), B460 ou H470.

fonte

fotos: divulgação

Veja também os Mais Populares:

Compartilhe nas redes sociais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Logo made with DesignEvo